quinta-feira, janeiro 18, 2007

Morte ao blogue, pum

O JMF é que tem razão. Eu, por exemplo, estou muito mais interessado em descodificar porque é que ele diz "diabo a a sete" em vez de, como eu diria, "diabo a quatro". Por outro lado, parece-me muito mais vivo, acertado e fascinante, a utilização de expressões como "coçar os tomates" ou "monte de esterco" (quando bem aplicadas) do que passar os dias a inventar, na senda dos que nunca chegarão a Agustinas, aforismos existenciais ou opiniões sobre isto, aquilo e o diabo a quatro (sem dúvida que é o diabo a quatro mesmo que também pudesse ser a doze). E nem sequer me convence que os blogues sejam repositórios de poesia (já provei mas não gostei), guerras, ataques ao homem e à senhora; refúgios de provedores (e provadores) dos leitores, asilos políticos e literários ou, ainda, singelas montras de gajas boas (se bem que esta última seja uma função nobre como o meu amigo Marujo atesta todos os dias na sua maravilhosa criação divina). Até porque, em verdade, a única coisa que me leva a ter esta opinião é precisamente a dificuldade de não a ter.

1 Comments:

Anonymous Pedro said...

Boas,

O comentario nao é bem em relaçao a este post. É que a sondagem que esta a realizar (dos ministros) devia ter como hipotese o nosso grande ministro das obras publicas, Mario Lino! Esse sim vai ter o cargo por um fio quando se começar a falar mais na Ota...
Outra coisa, uns dias atras vi neste blog um post sobre o aborto que estava bastante bom, mas parece que ja nao esta disponivel...
O blog ta bom, parabens.

Cumprimentos,

8:47 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home