quinta-feira, setembro 07, 2006

Sol

É muito engraçado que muitos, nos quais me incluo, estejam a torcer pela derrota do Expresso. E que todas as razões (ou quase todas) que me levam a querer ver o Expresso no tapete sejam da exclusiva responsabilidade do director do Sol.

16 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Engraçado, engraçado vai ser voltar a ler aqueles belíssimos editoriais. Precisamos todos de rir um pouco...nem que seja à custa de um tipo que "vai ganhar um nobel".

11:54 da manhã  
Blogger objectiva3 said...

O "anónimo" de cima disse uma grande verdade!!!


:))

12:48 da tarde  
Blogger Imperial said...

voilá FTA.

5:56 da tarde  
Blogger Out of Time said...

A verdade é que todos andamos a torcer para que haja um "Sol" que faça sombra a um "Expresso" nem que seja para não citarmos sempre as mesmas fontes.

6:54 da tarde  
Blogger Rosa dos Ventos said...

O Sol quando nasce é para todos!
O Expresso, às vezes, vai para o Oriente e lá ficamos nós à espera que volte.

Isto foi apenas uma brincadeira mas vou experimentar o Sol.
O Expresso faz-me dores nos braços.

10:46 da tarde  
Anonymous redactores said...

A filosofia na obra de Jacinto Lucas Pires.

http://naolinemqueroler.blogspot.com/

11:56 da tarde  
Anonymous Nuno Magalhães said...

Nunca tinha pensado isso nesses termos. Mas é a pura verdade. Passa-se o mesmo comigo.

1:17 da tarde  
Blogger Filipe said...

Porque queres o expresso no tapete?

9:30 da tarde  
Anonymous tia maria said...

Eu vejo o Expresso no tapete, no sofá, na mesa do pequeno almoço, durante os anos de Itália e de Moçambique. Há 30 anos que semanalmente vejo o Expresso e vou continuar a ver...melhor, a ler.

7:50 da manhã  
Blogger cardeal patriarca said...

Nesta altura do campeonato o investimento no SOL é um projecto político, não é um projecto jornalistico.

Quando não existe oposição a Sócrates nem se sabe quando haverá, cria-se uma fortaleza semanal para abrir fogo pesado sobre o Governo.

O resto é paisagem.

Vejam o Independente, depois de fazer cair o PSD maioritário e a necessitar da Direita para governar já pôde fechar !

E o Ti Belmiro que não se importa de acumular prejuízos no Público, mas dele não prescinde.

10:57 da tarde  
Blogger Koba said...

É verdade, de facto.

Mas o problema do Expresso é que o bicho ganhou alma própria, já não precisava do Arq.º para ser o que era...

3:37 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Que jornais maravilhosos fariam todos os portugueses que vivem na blogosfera a dizer mal dos que existem, não é?
Há também, claro, os bloguers jornalistas ou amigos de jornalistas, que vão defendendo, comoventemente, os interesses dos seus - ou atacando os que não são seus.
Tudo isto é, de facto,fruste, antigo, irrisório. Camões já o sabia e sofria: há muito quem desanque no trabalho alheio, e ninguém para fazer melhor, ou para pelo menos estimular os bons. Eu encontro, quer no Expresso quer no Sol ( mais no Expresso do que no Sol, é verdade) vários cronistas que vale a pena ler, por exemplo. Mas comprarei ambos os jornais - embora o Sol seja graficamente muito feio e ideologicamente muito velho.

3:27 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

não percebo porque raio de carga de água o Arq que ia ganhar o nobel saiu do Expresso para fazer uma fotocópia reduzida do Expesso

4:18 da tarde  
Blogger Filipe said...

Porque queres o expresso no tapete?

12:04 da tarde  
Blogger Vampira said...

Eu só tenho um reparo a fazer quanto ao jornal "O sol". Esperava um pouco mais de originalidade para o título de um novo jornal português, porque não passa da tradução do "The sun" inglês...

1:15 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Salvo o devido respeito entendo que o Expresso no tapete se deve apenas ...e só...ao Dr. Balsemão. ...mas como o jornal é dele....que se aguente!

11:59 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home