sábado, março 31, 2007

Felicidade

Não gosto de quem desenha a infelicidade como destino e a felicidade como bem raro. Como se, essencialmente, a diferença entre as duas não estivesse no esforço, na preguiça e nas auto-justificações.

12 Comments:

Anonymous DLM said...

Parece me que a felicidade é uma utopia, o resto é literatura - má literatura, aliás.

Só quem não tem mais de 20 anos não lobriga que a vida é um palco de traições e mentiras.

7:04 da tarde  
Blogger Dr. Assur said...

Isso, a vida é um palco...

1:15 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Isso só é verdade relativamente. Conheço pessoas que toda avida lutaram pela felicidade (ou que quer que isso seja) e nunca conseguiram. Ele há felicidades e felicidades...

4:20 da tarde  
Blogger Dr. Assur said...

Boa Páscoa

8:19 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

...

11:11 da tarde  
Blogger Rosa dos Ventos said...

Nem sempre a felicidade é a nossa felicidade!
Por isso pode não ter a ver com esforço, preguiça e auto-comiseração!

2:25 da tarde  
Blogger MHita said...

"triste de quem vive
contente com o seu lar
sem que o sonho no erguer de asa
faça até mais rubra a brasa
da lareira a abandonar

triste de quem é feliz
vive porque a vida dura
nada na alma lhe diz
mais que a lição de raiz
ter por vida a sepultura"

"O quinto império" da Mensagem de Fernando Pessoa

6:55 da tarde  
Blogger Patrícia said...

Eu tenho mais de 20 anos (going on thirty) e concordo com o post. E viva a demanda constante pela felicidade e a luta para manter a infelicidade a milhas.

10:32 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Meu querido amigo, fico muito orgulhoso por ver os principios que usas no teu dia a dia. És um exemplo

2:48 da tarde  
Anonymous isabel said...

A felicidade é uma escolha... aos (quase) trinta aprendi isso. É mesmo assim tão simples, acordar de manhã e decidir se quero ser feliz ou infeliz.

1:22 da tarde  
Blogger abrunho said...

A felicidade n se dá a simplismos. Façam favor de usar "eu" nas vossas frases. Eu decido ser feliz e sou. Eu faço o esforço e consigo. Nao faltem ao respeito aos que nao nasceram tao fortunados e tem de suar muito mais pela felicidade. O que para uns é uma questao de preguiça, pode para outros ser a luta herculeana de uma vida. O que para uns pode ser uma decisao diaria, pode ser para outros um premio de preciosidade indescritivel.

Parece-me que devia haver respeito pelos outros.

2:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Essencialmente. Está lá escrito.


fta

3:05 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home