sexta-feira, março 30, 2007

DN e Público

No DN já se começa a notar o ângulo fechado do Ferreira Fernandes e o trabalho dos aguadeiros. A política voltou a ler os diários da república e os relatórios de contas das grandes empresas. No futebol é uma soberba: relatos enxutos do director-adjunto, obsessões saudáveis com a trivela do Quaresma ou artigos de luxo da escola anglo-britânica. Falta, antes de tudo, deitar o suplemento cor de rosa ao lixo e fazer outro (ainda mais cor de rosa) com a Elsa Raposo e o Cláudio Ramos. No Público a bota não bate com a perdigota. Salva-se, de quando em vez, o P2 e, sempre, o génio ficcionista do Paulo Moura.

4 Comments:

Blogger JH said...

Não tenhas mau feitio!

6:55 da tarde  
Anonymous cm said...

Imperativos do mercado que ELES julgam ser o que querem conquistar. A epidemia do cor-de-rosa (o da Elsa e do Cláudio) não poupa ninguém.

10:37 da tarde  
Anonymous DLM said...

São os (maus) pasquins que merecemos

2:14 da manhã  
Anonymous simplex said...

Agora que começaram a arrear no falso engº é que o FTA encontra tão horriveis defeitos a essas duas folhas? Tenha maneiras e seja mais inteligente a defender o indefensável,camarada.

2:40 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home