quinta-feira, maio 04, 2006

Política

Os meus amigos queixam-se que nos últimos tempos escrevo pouco sobre política. É uma queixa completamente infundada. A verdade é que não há nada para escrever sobre política. O PS está no governo. PSD e o CDS, por ora, não existem. Hesitam, respectivamente, em aceitar a candidatura de um tipo que eu nem sei o nome ou votar apoteoticamente num jovem que durante anos foi conhecido pelo deputado Clerasil. O Bloco de Esquerda existe mas não sabe muito bem o que é que quer: ainda não recuperou da Joana Amaral Dias (o que não me surpreende, uma vez que é um partido com bom gosto). O PCP só é empolgante quando Jerónimo faz a dança do ventre eleitoral. O parlamento está há um mês a discutir quem é o deputado mais cábula; dos sindicatos nem se fala e já toda a gente aprendeu a não ligar a juízes pseudo-mãos limpas. Por outro lado, o Governo, que não está totalmente vivo nem totalmente morto, ainda faz uns números. Tem o inconveniente de nunca se conseguir distinguir a propaganda da política. Resta o Presidente da República. O problema é que não se nota que Portugal tem um Presidente da República. Posso escrever sobre bola?

2 Comments:

Blogger maloud said...

Faça como a maioria dos colunistas, quando não têm assunto. Invente.

10:43 da tarde  
Anonymous Máquina Zero said...

Podias começar por tentar escrever. Já não era mau.

10:07 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home