sexta-feira, abril 21, 2006

Faz o que eu digo, não faças o que eu faço

O canil regista a impagável coerência editorial de José Manuel Fernandes. Depois de invectivar, num apaixonado artigo na revista Atlântico, os jornalistas que abraçam causas, o director do Inimigo Público decidiu acender uma velinha pelos judeus mortos no ano de mil não sei quantos e troca o passo. Obviamente as causas pró-semitas não estão na lista dos pecados criticáveis. Esses, já se sabia, são só os que dizem respeito a comunas, paneleiros e fufas. Viva o Zé Manel!

5 Comments:

Blogger Mais Notas Soltas said...

Você precisava que alguém lhe fizesse um desenho, para perceber a diferença. Mas mesmo assim duvido que conseguisse...Causa pró-semita, uma manifestação de pesar pelo massacre de quatro mil pessoas, muitas delas queimadas vivas? Você deve assobiar o "Horst Wessel" enquanto bate nas telas do seu computador...

8:50 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Ó Zero. Não fales do que não sabes. Não incomodes os outros com a tua ignorância, caraças.

9:05 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

nã... é dos anti-semitas de esquerda... assobia a internacional

12:52 da manhã  
Blogger Sliver said...

http://www.observatoriodajihad.blogspot.com/

1:07 da manhã  
Blogger clark59 said...

Martim (e só ele) eu sou a favor dos comunistas, judeus,etc., desde que tenham alguma coisa para dizer. Parece-te bem?

3:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home