sexta-feira, abril 21, 2006

Obra

Escrevem-se umas crónicas. Edita-se um livro confessional e faz-se crítica literária com muitas aspas pelo meio. Acrescenta-se (em doses q.b.) futebol, comida e blogues. Com um bocado de sorte assina-se uma página semanal de humor na Bola e dá-se uma entrevista a dois. O único problema é o tempo. Não suspeitam da arquitectura da estação final: expor as fuças nas contra-capa do livro que o Sequeira venderá na sua banca do Príncipe Real. Por um euro e escolhido entre vários exemplares da Crónica Feminina.

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

O Sequeira é meu vizinho. Dá livros do Petzi à Carolina enquanto eu faço festas à cadela rafeira que tem o mesmo nome de baptismo que a minha filha. Sim, façam isso, todos, tu, edita, edita, para eu vasculhar na garagem do Sequeira, observada por dois citroen boca de sapo.
Dia

2:27 da tarde  
Anonymous M said...

Tb acho, é o mais correcto

4:09 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home