quinta-feira, novembro 16, 2006

Navegar

Uma vez vi escrita uma bela frase ali num muro da penitenciária de Lisboa. Rezava que navegamos sem rumo apesar da bússola (e agora interrompo a prosa para dizer que me irrita o facto de nunca saber escrever bússola e que tive de ir ao priberam que, além de me explicar a grafia certa, me adiantou que a bússola é um aparelho com uma "pequena caixa onde uma agulha magnética gira em torno de um eixo que passa pelo seu centro de gravidade, indicando sempre o sentido norte-sul"; para dizer a verdade a bússola é ainda, não sabia, um instrumento de "medição de azimutes"). Estava eu a dizer que a frase no muro da penitenciária - navegamos sem rumo apesar da bússola - é bem bonita. E é também uma bela carta de princípios para o meu regresso à blogoesfera. Aqui navega-se sem bússola.

10 Comments:

Anonymous Anónimo said...

finalmente de volta ???

E.L.

9:41 da tarde  
Blogger FTA said...

Pois...

9:51 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Alleluiah!

10:28 da tarde  
Blogger LB said...

Bom regresso à navegação! Especialmente quando hoje é dia mundial do mar...

10:50 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

6:07 da manhã  
Anonymous davide said...

É verdade, mas infelizmente quer aqui na "blogomania", que na vida, ainda existe muitas pessoas que seguem o caminho das suas vidas sem rumo,sem orientação.

12:13 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Bem aparecido.
Imperial

5:21 da tarde  
Blogger Leonardo Ralha said...

Bons olhos te leiam, camarada!

Abraço

5:32 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Estou com a 'rata aos pulos' com o teu regresso!
Ass: Delicodoce Dia

5:42 da tarde  
Blogger ricardo batista said...

Até que enfim! SALUT!

10:45 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home