segunda-feira, junho 12, 2006

Dorme-se depois

Ontem foi só um dos melhores dias da minha vida. Veja-se o meu diário: comer bifanas com dois novaiorquinos; almoçar com a Merche Romero; cantar o "malhão, malhão" entre angolanos e portugueses; andar aos apertões com Ferro Rodrigues, Vieira da Silva e algumas centenas de bem dispostos holligans no metro para o estádio; comer um gelado gigante com o Ferreira Fernandes à sombra da catedral de Colónia; entrar num estádio para ver o meu primeiro jogo de um mundial; ouvir os portugueses respeitarem religiosamente o hino angolano; cantar como nunca cantei (são mais de 25 anos de idas ao estádio) o hino português; ver Jorge Sampaio no meio do peão; ver o Figo a jogar à bola; ver milhares de portugueses num estádio estrangeiro e jantar calmamente um haburguer com uma coca-cola gigante foram só alguns dos pontos fortes do dia. Nenhum se compara à certeza de que, desde ontem, as claques de Angola e Portugal duplicaram.

3 Comments:

Blogger objectiva3 said...

Ainda bem que há gente feliz!!!

:)

P.S. Este país tem tendências depressivas...

8:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

“Seguindo o mesmo princípio que guiou a astuta Ministra da Educação ao querer dar poder aos pais para avaliar os professores, eu exijo, como automobilista, poder avaliar, para efeitos de progressão nas carreiras, os elementos das brigadas de trânsito. Assim, baixaria de imediato a alta taxa de infracções detectadas”.

Ratinho Blanco, auto-mobilizado Paço Arquiano

www.riapa.pt.to

10:23 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Se esse foi um dos "melhores dias", nem me atrevo a imaginar como serão os piores.

12:52 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home