quarta-feira, novembro 02, 2005

Legenda de uma fotografia (1988)

"O que é que se pode fazer quando o amor nos larga? De repente há tempo para ler, tempo para os amigos, tempo para o trabalho, tempo para o olhar. Diz que sim.Há tempo para tudo, mas é tudo sem querer. E depois, um dia, acorda-se, vai-se à mesa, lê-se a última página do último livro que se tinha para ler, abre-se a agenda, e verifica-se que tudo está em ordem e que se está finalmente em dia.Em dia"

5 Comments:

Anonymous Anónimo said...

O belo Parque das Nações em Lisboa foi palco, mais uma vez, de um violento ataque de cães a crianças indefesas.
Para quando uma fiscalização séria das disposições legais que obrigam os cães a andarem com açaime (aparelho de couro ou de metal que se põe no focinho dos animais para eles não morderem).
Será que a Polícia não quer fazer nada relativamente a estas situações...
João Baptista

2:28 da tarde  
Blogger inês said...

curiosa, a actualidade desta legenda... ;)

4:56 da tarde  
Anonymous Próximo said...

FTA :
Se ela é quem eu vi ,lindíssima, na Travessa que dá para o restaurante homónimo, não sei se te dê os parabens pelo esquecimento, se te convide a caíres de novo em tentação...

12:10 da manhã  
Blogger FTA said...

Quem sabe, quem sabe... Se é ou não, claro está.

9:56 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Garanto que a TAL, não é a mesma que foi vista na Travessa, com o restaurante homónimo. Para bem do autor. E apesar de lindíssima.

2:23 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home