quinta-feira, julho 28, 2005

Presidenciais

Se os candidatos fossem Guterres e Santana, o coro era contra a falta de peso dos protagonistas face a outros tempos da nossa história recente. Como os candidatos são, tão só, os dois mais importantes vultos políticos dos nossos trinta anos de democracia, o problema é de geração e da falta de renovação do pessoal político. Qual quê, com a disputa Cavaco-Soares vamos é ter a mais interessante, disputada e decisiva campanha eleitoral em Portugal desde as presidenciais de 1986.

3 Comments:

Anonymous carneiro said...

E se ganhar Soares, vamos ter o primeiro funeral de estado de um presidente em exercício. Até vai dar para lançar uma ou duas teorias da conspiração sobre as causas da morte.
Este país cada vez é mais interessante.

3:35 da tarde  
Anonymous Vanessa said...

Um confronto Soares-Cavaco será certamente muito interessante. Mas isso não inviabiliza a teoria da falta de renovação da classe política.

4:30 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Só uma pequena precisão:
O Marechal Carmona faleceu enquanto desempenhava o cargo de P R. Foi enterrado com todas as honras do estilo...

5:54 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home