sábado, março 18, 2006

Trapaceiros

Numa entrevista ao Correio da Manhã, João Gabriel, ex-assessor de Jorge Sampaio, confirma que, daqui a três meses, vai para consultor na embaixada de Roma, uma notícia dada pelos «maus jornalistas» e que foi desmentida veementemente por toda a gente na altura. A resposta que Gabriel dá agora na entrevista - um mero jogo de palavras - é, de resto, exemplar sobre a trapaça que alguns assessores e consultores pensam ser o seu trabalho. Pois... se calhar, há assessores de imprensa tão ou mais indigentes que os jornalistas descritos pelo Gabriel.

5 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Uma vez mais, um gato com um rabo muito grande de fora...

1:38 da tarde  
Blogger Mais Notas Soltas said...

Mas alguma vez algum assessor de algum reponsável político ficou desempregado, depois de esse responsável largar a gamela? Mas em que planeta vivem vocês? Nasceram ontem?

5:29 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Mas consultor de quê? Num país onde médicos, juristas, professores, isto é, gente que estudou e se especializou, é tão maltratada, um badamecozito acessório de político a quem lhe é retirado o tacho vai logo para "consultor". Só se fôr dos bastidores do(s) polvo(s).

Jorge Cerqueira

6:22 da tarde  
Blogger Imperial said...


MNE não abre vaga em Roma para assessor do Presidente



O Ministério dos Negócios Estrangeiros anunciou ontem uma série de colocações em embaixadas portuguesas.

A movimentação surgiu na sequência de uma notícia dando conta da ida de um assessor de Jorge Sampaio para o posto de conselheiro cultural em Roma.

O MNE fez um comunicado que, sem referir directamente o caso de João Gabriel, noticiado pelo 24 Horas, acabou por desmentir que o homem do Presidente tenha um job diplomático à sua espera quando sair de Belém.

O DN apurou que existe de facto um posto por preencher em Roma, mas o seu titular será Morais Alçada. Ao DN, Carneiro Jacinto, porta-voz do MNE, afirmou que a referida a notícia "é completamente falsa", emitindo posteriormente o referido comunicado.

2:06 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Eu gosto é da parte do currículo que diz que foi o primeiro jornalista ocidental a entrar em TL após Santa Cruz (Ó homem os australianos também são ocidentais).
Isso acrescenta-lhe o quê?

10:53 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home